• Acesse o Edital
  • Acesse a Errata do Edital, onde constam as alterações do Item das Bolsas de Estudo, com acréscimo dos itens 4.6 e 4.7, e do cronograma - Anexo I do Edital. As demais informações permanecem inalteradas.

 

O Mestrado Profissional em Comunicação Digital e Cultura de Dados prepara profissionais de excelência para os desafios contemporâneos do mundo digital.

 

A primeira turma de 2024 é uma parceria entre a FGV Comunicação Rio, a Aberje e a Fundação Itaú. Serão oferecidas 30 bolsas integrais, com o objetivo de promover o desenvolvimento de profissionais do Terceiro Setor, entre outros, para atender às urgências do Brasil contemporâneo e gerar impacto social.


Os critérios para concessão das bolsas consideram atuação profissional no terceiro setor preferencialmente em áreas de impacto social, educação e cultura, além de atuação na área de Comunicação em empresas privadas com ação no campo de ESG, responsabilidade social e sustentabilidade. Diversidade étnico-racial e de gênero também serão levadas em conta.

 

 

Apresentação do curso

Ao estimular a capacidade inovadora, o mestrado profissional da Escola de Comunicação, Mídia e Informação da Fundação Getulio Vargas (FGV ECMI) deixa os alunos aptos para atuar em diferentes frentes do mercado de trabalho, abrindo também oportunidades para que exerçam atividades de pesquisa e docência. Prática e  teoria  equilibram o  saber científico voltado para a resolução de problemas concretos. Por ser realizado em tempo parcial, o Mestrado não exige dedicação exclusiva e pode ser conciliado com a carreira profissional dos discentes. 

A comprovação de proficiência em inglês não é eliminatória

Caso o candidato não tenha este documento, poderá realizar uma  prova online de múltipla escolha no dia 30 de junho.  Esta avaliação também não tem caráter eliminatório mas apoia  e complementa a classificação dos candidatos.

 

Parceiros

 

Ficou com alguma dúvida? 

Entre em contato pelo e-mail: ppgcom.ecmi@fgv.br

Linhas de Atuação

Disciplinas

O Mestrado profissional é composto por 12 disciplinas de 2 créditos ou 30 horas cada, incluindo o componente curricular referente ao Seminário de Elaboração de Projeto (30h), totalizando 24 créditos ou 360 horas em disciplinas curriculares. Além disso, é prevista carga horária dedicada à Orientação (60h) e à Elaboração do Trabalho Final (90h), para elaboração do trabalho de conclusão de curso, totalizando 10 créditos ou 150 horas.  

Disciplinas obrigatórias

Apresentar o panorama dos estudos de Comunicação a partir do debate sobre os conceitos, os modelos teórico-metodológicos, as principais escolas e a historiografia do campo comunicacional.
 

Ampliar a compreensão sobre conceitos, princípios e funções das tecnologias, meios e recursos de Comunicação Digital enquanto mediadores dos processos comunicacionais, sociais e políticos: entre avatar, wearable e o metaverso.

 

Discutir fundamentos que definem a pesquisa social aplicada mediada por redes sociais digitais, com foco no impacto que geram no debate público e na esfera pública; e aprofundar a compreensão dos mecanismos que configuram o campo da pesquisa digital, técnicas e métodos, informados pela teoria.

 

Introduzir os princípios  epistemológicos e metodológicos por trás da construção do conhecimento científico, incluindo o método e as etapas da pesquisa. Também analisar a estrutura de um projeto de pesquisa, técnicas de pesquisa, como qualitativas, quantitativas e mistas, com foco em estudos sobre internet e Comunicação Digital. 

 

Apresentar o percurso de pesquisa a partir do método científico e aprofundar a prática da pesquisa para a elaboração do trabalho de conclusão de curso (TCC), com foco específico na detecção e solução de problemas do cotidiano social e organizacional no campo da Comunicação Digital. Métodos, conceitos e boas práticas relacionadas à pesquisa científica são apresentados de forma aplicada ao projeto de cada aluno. 

 

Sessões de orientação do trabalho de conclusão de curso (TCC) do aluno com o seu orientador.

Elaboração do trabalho de conclusão.

Disciplinas eletivas vinculadas à linha Inteligência de dados e sociedade

Apresentar discussões do campo da comunicação e ética em sua interface com as inovações tecnológicas, hiperconectividade, big data e Inteligência Artificial. Mobilizar conceitos e abordagens teórico-metodológicos e ordenamentos jurídicos para analisar os efeitos dessas inovações no debate público, na tutela de direitos fundamentais e nas dinâmicas democráticas. Analisar processos de adoção de inteligência artificial e automação em contexto sociais e suas implicações.

 

Promover reflexões das dinâmicas que envolvem comunicação, internet e política e seus efeitos para a democracia. Estudar as relações entre o discurso político e o populismo on-line. Entender os processos de formação de opinião pública no contexto de sistema híbrido de mídia, com atenção para os efeitos da desinformação on-line, da circulação de fake news e outros tipos de conteúdos enganosos em plataformas (e mundos) digitais. 

 

Caracterizar o campo da Economia Política da Comunicação, tendo como base as novas relações político-econômicas nos ambientes digitais, que impactam em modelos de trabalho, de governanças nacional e global, de contestação de poder e de regulação de plataformas, algoritmos e inovações tecnológicas. 

 

Disciplinas eletivas vinculadas à linha Conteúdos, produtos e serviços digitais

Apresentar, refletir e construir novas práticas de produção de conteúdo e de narrativas digitais. Entender as características, as potencialidades e as limitações de formatos, gêneros, tipos de conteúdo e narrativas digitais, de acordo com as materialidades e as especificidades de plataformas digitais e de outros meios interativos.
 

Apresentar uma visão multidisciplinar e contemporânea da Gestão de Crises com enfoque no Terceiro Setor, discutindo e aplicando conceitos de gestão da comunicação para prever, planejar, gerenciar e mitigar impactos de imagem decorrentes de conflitos e de crises, contribuindo para a manutenção da reputação institucional.  Potencializar o conhecimento sobre crises e sua gestão. Trabalhar o conhecimento e benchmark sobre conflitos e crises no ambiente do Terceiro Setor. Capacitar o estudante a trabalhar na prevenção e no gerenciamento de incidentes e de emergências.
 

Refletir sobre as dinâmicas do consumo e da publicidade, com ênfase nos debates relacionados ao ambiente digital. Pretende-se analisar as mudanças nas práticas de consumo e estratégias de publicidade à luz de reflexões teóricas propostas por autores que se debruçam sobre as mutações no capitalismo contemporâneo e suas implicações sobre a vida social.

Optativas

Entender as características-chave do storytelling em narrativas transmídia, explorando suas dimensões retóricas, estéticas e técnicas. Desenvolver técnicas de entrevista e aplicar o storytelling na comunicação organizacional e no planejamento de projetos corporativos. Por fim, analisar os cenários adequados para implementar o storytelling como parte da narrativa organizacional.
 

Apresentar uma visão  multidisciplinar e contemporânea de planejamento estratégico de comunicação no contexto de organizações, em especial, do terceiro setor. Discutir e aplicar conceitos da gestão de comunicação que contribuem para a geração de valor e impacto positivo, permitindo o profissional ter conhecimentos que o apoiem na ampliação de sua atuação. Compreender como promover a integração das estratégias e táticas digitais com esforços de comunicação tradicionais.
 

Apresentar conceitos, desenvolver habilidades e capacitar em processos comunicacionais e relacionais estratégicos  para exercer a atividade de advocacy (defesa de interesses), atuando de forma legítima e ética  para a obtenção de resultados mais eficientes junto aos Poderes Executivo e Legislativo e na mobilização da sociedade para uma causa. 
 

Como as instituições, dentre elas as organizações do Terceiro Setor, os seus representantes e as suas representações são percebidas pela sociedade como legítimas? A disciplina discorre sobre a importância dos processos comunicacionais e relacionais estratégicos constituírem-se parte central das políticas organizacionais, principalmente em uma sociedade mobilizada pelo simbólico. O argumento principal é que a narrativa da legitimidade é sempre uma construção social instável, desenvolvida a partir da memória e da história organizacional. 
 

Conhecer os principais debates dentro dos estudos críticos de mídias e culturas digitais. Desenvolver  a capacidade de pensamento crítico sobre os diferentes conteúdos e práticas sociais das mídias e culturas digitais. Questionar aspectos relacionados ao digital e ao computacional enquanto elementos do cotidiano, da cultura e do trabalho. Analisar as interações entre aspectos como raça, gênero, classe social e interseccionalidades e as mídias digitais. Construir conhecimento sobre os impactos econômicos, sociais e ambientais dos processos de digitalização e datificação contemporâneos.
 

DURAÇÃO

18 meses

CARGA HORÁRIA

Total: 510 horas

HORÁRIO

Disciplinas obrigatórias presenciais no Rio de Janeiro e concentradas das 9h às 18h (a cada trimestre, quatro vezes por semana). Outras disciplinas eletivas e optativas podem ocorrer por metodologias ativas às terças e quintas, das 19h às 22h, de acordo com a grade do trimestre.

CRÉDITOS

34

TITULAÇÃO

Mestre em Comunicação

TRABALHO DE CONCLUSÃO

Produção de pesquisa aplicada por meio do desenvolvimento de produto agregado à dissertação ou à artigo científico realizado pelo aluno. Os produtos podem ser: aplicativos, materiais didáticos, tutoriais ou programa de mídia. A defesa será feita para banca pública composta por três professores, sendo um deles professor externo à FGV ECMI.

ESTRUTURA

Seis trimestres

TOTAL DE CRÉDITOS PARA TITULAÇÃO

Disciplinas: 24 créditos; Trabalho Final: 10 créditos; *Referência: 1 crédito = 15h

INVESTIMENTO

R$ 61.649,10  à vista. O aluno também pode parcelar em até 18 (dezoito) vezes, com parcelas mensais no valor de R$ 3.805,50. 

* Para candidatos da turma do mestrado de 2024, a FGV ECMI oferece 5 bolsas integrais e a Fundação Itaú oferece 25 bolsas integrais. Para saber informações sobre os critérios de concessão das bolsas, consultar o item 4 do Edital.

 

Type
Filtrar

Any opinions expressed by Fundação Getulio Vargas’s staff members, duly identified as such, in articles and interviews published in any media, merely represent the opinions of these individuals and do not necessarily represent the institutional viewpoints or opinions of FGV. FGV Directive Nº 19 / 2018.

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.