Eventos

28

Jan

2021
Seminários

Ciclo Jogos, Comunicação e Política

Horário
18h00 - 20h00

Sobre o Evento

Os jogos, como outras formas de cultura, servem propósitos diversos no meio político e integram o debate público. Configuram-se, assim, tanto como formas de expressão de ideias quanto ambiente para a expressão de ideias, a partir dos jogos multiplayer e das práticas de streaming, por exemplo. Apesar de pouco reconhecida até recentemente, a relação entre política e jogos vêm se tornando cada vez mais evidente. As eleições americana e brasileira de 2020 colocaram em evidência os jogos digitais como espaço de interlocução e a necessidade de aproximação e diálogo com o público gamer. 

O debate de pautas políticas no âmbito dos games não se restringe ao cenário político tradicional: questões em torno das relações de gênero e das dinâmicas sexistas tanto da indústria quanto do público gamer também ganham evidência, especialmente após o emblemático GamerGate. Ainda, como um produto cultural, os jogos pautam o debate público a partir de produções que utilizam a narrativa e a mecânica de jogo para mobilização em torno de um tema. 

O Ciclo de Webinar Jogos, Comunicação e Política do Cubo, aborda as relações entre jogos e política a partir de três perspectivas diferentes: a estratégia política em torno do público gamer, o sexismo nos ambientes de jogo e a pauta de questões sociais a partir de jogos digitais.

Programação

Mesa 1: Gamers e mobilizações políticas - 28/01 Thiago Falcão, professor e coordenador da UFPB Henrique Antero, crítico e estrategista do Nautilus João Varella, fundador da editora Lote 42 Marco Ruediger, diretor da FGV DAPP Luiza Santos, pesquisadora do Cubo 

Mesa 2: Jogando como uma garota - 04/02 Lorelay Carvalho, líder de desenvolvimento de negócios no Facebook Gaming  Gabriela Kurtz, professora e pesquisadora da PUCRS Letícia Motta, streamer e caster da Riot Games Luiza Santos, pesquisadora do Cubo 

Mesa 3: Debates sociais nos games - 11/02 Beatriz Blanco, pesquisadora e crítica de jogos Samyr Paz, doutorando em Comunicação e Informação Mario Lapin, game designer e fundador da Eludica Lucas Roberto, pesquisador do Cubo

Local

As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19/2018.

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.